48,5% dos condutor flagrados no toxicológico são motoristas de ônibus e vans

48,5% dos condutor flagrados no toxicológico são motoristas de ônibus e vans

Uma pesquisa realizada pelo programa SOS Estradas, divulgou nessa semana, dados da associação brasileira de laboratórios de toxicologia.

Os números são referentes aos exames toxicológicos aplicados em motoristas profissionais desde 2016, quando o teste se tornou obrigatório.

De acordo com a pesquisa, 170 mil motoristas já foram flagrados com algum químico ilegal no corpo.

Exames toxicológicos já flagraram 170 mil motoristas com drogas no organismo

Desse total, a categoria D, habilitados para conduzir veículo de transporte de passageiros(Ônibus e vans), foi a que teve o maior número de motoristas com testes positivo, com 82.993 profissionais flagrados com algum tipo de droga no organismo, número que representa 48,56% dos 170 mil.

Além disso, 66% desses motoristas categoria D flagrados, o exame testou positivo para cocaína.

Já no caso dos motoristas categoria E, habilitados para conduzir carretas, representaram 24% dos testes positivos. Seguidos pelos motoristas categoria C, cerca de 9% desse total.

Outro dado importante que a pesquisa relevou foi que as anfetaminas, popularmente conhecidas como “rebites”, representaram apenas 5,33% dos casos flagrados, sendo uma das drogas menos utilizadas.

Já a cocaína, está como a droga mais utilizada, representando 68% dos casos, seguidos por Opiáceos (derivados do ópio, como heroína) com 21% e pela maconha, com 5,63% dos flagrantes.