A história macabra por trás da “Janaína da marmitex”

A história macabra por trás da "Janaína da marmitex"

Quem é caminhoneiro sabe que, em algumas regiões do país, é possível encontrar marmitas com a comida tão boa quanto de restaurantes de luxo.

CodePen – Menu oculto scroll

Uma vendedora de marmitex de Paranaguá, no Litoral do Paraná, se destacava pela sua beleza e seu ótimo atendimento.

Jennifer Róvero, de apenas 23 anos, realizava a entrega de marmita aos caminhoneiros que aguardavam para carregar e descarregar no Porto. A comida, era feita por ela e sua mãe, que iniciou o negócio.

Um vídeo publicado nas redes sociais, onde ela anunciava as marmitas pelo rádio px, chegou a viralizar nas redes sociais.

O que pouca gente sabia, é que Jennifer era uma das líderes de uma organização criminosa, responsável pelo tráfico de drogas e ligada a homicídios na região de Paranaguá.

A entrada no mundo do crime se deu pelo seu relacionamento, com Robinho, de 36 anos.

O homem, é apontado como um grande traficante da região. O relacionamento entre os dois, começou em uma balada e desde então, Jennifer deixou as marmitas de lado.

Influenciadora considerada líder de quadrilha é procurada pela polícia

Robinho foi preso em flagrante ainda em Abril de 2021, durante uma operação da Polícia Civil, em posse de prensas hidráulicas. Os equipamentos eram utilizados para embalar grandes volumes de drogas.

No entanto, Robinho acabou sendo solto dias depois.

Desde então, a polícia vinha monitorando o casal e descobriu que Jennifer, havia assumido a liderança da organização criminosa.

Ela era responsável por realizar cobranças de traficantes menores. Em pouco tempo, o casal chegou a movimentar R$ 1,5 milhão.

Nas redes sociais, a vida de Jennifer mudou completamente, com viagens, carros de luxo e roupas caras.

Blogueira suspeita de liderar o tráfico de drogas em Paranaguá está  foragida da justiça – TVCI

A casa onde Jennifer vivia com Robinho, se destacava entre as demais residências do bairro humilde.

No dia 21 de Outubro 2021, a Polícia Civil realizou mais uma operação. Dessa vez, os alvos eram Robinho, Jennifer, seu irmão Carlos Roberto (Kadu) e outros 20 suspeitos.

Blogueira suspeita de liderar o tráfico de drogas em Paranaguá está  foragida da justiça – TVCI

O irmão, conhecido como Kadu e outros 20 envolvidos, foram presos durante a operação.

Jennifer e Robinho conseguiram fugir e desde então, estão foragidos.

A Polícia, acredita que pelo montante de dinheiro movimentado pela quadrilha, o casal tenha fugido para o Paraguai.

Pelo menos quatro advogados estão defendendo o casal e tentando revogar as prisões.