Afinal de contas, essa placa existe ou não existe?

Afinal das contas, essa placa existe ou não existe?

Uma foto que há tempos circula nas redes sociais, continua causando polêmica sobre a sua existência ou não.

Nela, aparece a distância das principais capitais do país, como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba e Cuiabá.

O que chama a atenção dos internautas, é a distância que essas capitais ficam em relação ao ponto onde a placa está.

Para se ter uma ideia, em extensão latitudinal, o Brasil possui os pontos extremos localizados ao norte, no Monte Caburaí, na nascente do rio Ailã, em Roraima; e, ao sul, no Arroio do Chuí, no Rio Grande do Sul. A distância entre esses dois pontos extremos de norte a sul é de 4.394 km.

No entanto, na placa, é descrito que a distância dela em relação à Porto Alegre, por exemplo, é de 5.045 quilômetros via rodovias. Mesmo considerando que essa distância não é em linha reta, há um pouco de exagero nessa medição.

A placa de fato existe e fica localizada na BR-163, em frente ao 8° Batalhão de Engenharia de Construção, de Santarém, no Pará.

De Cuiabá (MT) a Santarém, pela BR-163, de fato, são exatamente 1.759 quilômetros.

Já para as demais capitais, a placa informa uma distancia superior à verdadeira.

Santarém (PA) até Brasília (DF) são 35 h (2.468 km) via BR-230.
Santarém (PA) até o Rio de Janeiro (RJ) 51 h (3.685 km) via BR-163
Santarém (PA) até São Paulo (SP) 45 h (3.283 km) via BR-163
Santarém (PA) até Curitiba (PR) 48 h (3.516 km) via BR-163
Santarém (PA) até Florianópolis (SC) 53 h (3.820 km) via BR-163
Santarém (PA) até Porto Alegre (RS) 55 h (3.914 km) via BR-163

Como a placa existe há anos e já foi até substituída por um modelo novo, possivelmente, a primeira vez que a medição foi realizada, a distância considerava outras rotas e rodovias.

Quando foi substituída, os responsáveis não se deram conta da alteração e mantiveram as distâncias como antigamente.

Para efeito de curiosidade, a distância entre as duas cidades ligadas por rodovias federais com a maior distância, é entre Pacaraima (Roraima) e Chuí, no Rio Grande de Sul. O trajeto mais rápido por rodovia é de 5.846 quilômetros.