Após aumento no salário de ministros, Governo desiste do aumento do salário mínimo de R$ 1.320

Após aumento no salário de ministros, Governo desiste do aumento do salário mínimo de R$ 1.320

Após o aumento no salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), de R$ 39,3 mil para 46,36 mil (18%), o Governo Lula desistiu de aumentar o salário mínimo para R$ 1.320,00 – como foi prometido durante a campanha à presidência.

A remuneração dos ministros do STF é o teto do funcionalismo público e serve de referência para os vencimentos de juízes e desembargadores. Logo, o reajuste provocará efeito cascata no funcionalismo.

O impacto orçamentário estimado para 2023 é de R$ 254 milhões; de R$ 316 milhões para 2024 e chega a R$ 422 milhões em 2025.

Já para o trabalhador, o salário mínimo deve permanecer em R$ 1.302. O reajuste determinado por Bolsonaro representou um aumento de 7,43% – a reposição da inflação mais um ganho real de 1,4% – em relação ao salário mínimo de 2022,

O salário mínimo de R$ 1.320 foi prometido por Lula para este ano, o que garantiria um aumento real maior, de 2,81%.

No entanto, devido ao aumento nos gastos com os programas sociais e contas públicas, o novo governo decidiu não aumentar o salário mínimo nesse ano.