Bitruck ou carretinha dois eixos? Qual vale mais a pena:

Bitruck ou carretinha dois eixos? Qual vale mais a pena:

O número de carretas com 2 eixos vem aumentando de forma significativa nos últimos anos, principalmente no transporte de frutas e verduras.

Esse segmento de cargas perecíveis, popularmente conhecidas como ‘cargas de horário’, exigem caminhões potentes, capazes de transportar de 10 a 25 toneladas, por grandes distâncias e em pouco tempo.

Por muitos anos, os caminhões truck 6×2, dominaram o transporte de frutas e verduras nas rodovias do país.

Em meados de 2006, os Bitruck (8×2) começaram a se popularizar nesse segmento.

De acordo com a Legislação de Pesos e Dimensões, um caminhão Truck (6×2), possuí um Peso Bruto Total (PBT) de 23 toneladas. Com a adição do 4° eixo, o PBT desse veículo passa para 29,0 toneladas.

Com isso, muitos proprietários de caminhões truck realizaram a mudança para bitruck.

Estude o setor

Antes de adquirir um caminhão, é necessário analisar o tipo de carga a ser transportada, a região do país e o peso média que outros veículos transportam habitualmente no segmento.

Analisando esses fatores, é possível mensurar qual será o melhor veículo ou configuração para o setor que o proprietário deseje atuar.

Vantagens e desvantagem

Tanto o Bi-Truck quanto a Carreta dois eixos (espaçada) vêm causando  divergência de op… em 2020 | Fotos de caminhão rebaixado, Fotos de caminhão  top, Como desenhar caminhão

Sabendo que um Bi-truck, carregado com peso de balança, possuí capacidade total de carga(lotação) de até 22 Toneladas e que em raras exceções, são carregados com menos de 15 toneladas, o peso de atuação fica entre 15ton e 22 ton.

Isso ocorre, pois mesmo havendo a possibilidade de suspender o 4°eixo em cargas com menos de 15 toneladas, a tabela de fretes exige que esse eixo seja incluído no cálculo.

Com Peso Bruto total de 33 toneladas, um cavalo mecânico (4×2), tracionando uma carreta dois eixos, carregado com peso de balança, possuí capacidade de carga média (lotação) de até 25,5 Toneladas.

Ou seja, um conjunto 4×2 + carreta 2 eixos, carrega em média 3,5 toneladas a mais que um bitruck. Porém, possuí dois pneus a mais e um custo fiscal maior, já que são um cavalo mecânico e uma carreta.

Manutenção e Consumo de combustível

Esse é o fator determinante que faz um cavalo mecânico + carreta 2 eixos levar vantagem sobre um bitruck.

De acordo com motoristas que trabalharam em ambas as configurações, o bitruck exige mais manutenção que o cavalo mecânico, além de ter um custo superior em determinados componentes.

Mesmo carregando 3,5 toneladas a mais, os motoristas afirmam que o consumo de diesel de ambas as configurações, carregados em suas respetivas capacidades máximas, é praticamente o mesmo.

Quanto maior for o número de viagens, maior é o custo-benefício do cavalo mecânico em relação ao bitruck.

Opções

Outra vantagem do cavalo mecânico é a variedade de implementos que podem ser tracionadas.

Além das variações de eixos, há diversos tipos de carrocerias, entre elas baú, graneleira, sider, entre outras.

No caso do bitruck, também há essa possibilidade, porém o custo financeiro e de tempo dessa mudança, somente compensa em casos onde a troca será permanente ou por um período extenso.

Preços

Em uma pesquisa rápida no mercado livre, é possível encontrar cavalos mecânicos 4×2, na faixa de potência 360cv, por R$205 mil. Já as carretas 2 eixos, por R$65 mil.

Nesse caso, o custo do implemento ficaria R$271.500.

Já no caso de veículos Bitruck, as Scania P310 8×2, não sai por menos de R$290 mil.

Resumo

O melhor caminhão é aquele que se adequa melhor às necessidades do proprietário. A escolha correta do modelo ou configuração, pode ser fator determinante para a geração de lucro ou prejuízo.