Brasileira mostra o caos da França em meio à crise dos combustíveis

Brasileira mostra o caos da França em meio à crise dos combustíveis

Uma brasileira de Minas Gerais gravou um vídeo mostrando a dificuldade em conseguir abastecer seu veículo em meio à crise dos combustíveis que a França está enfrentando.

A crise, está sendo causada principalmente pela greve do setor de refinarias no país. O Governo aponta que, pelo menos 60% da capacidade de refino do país, foi comprometida.

Além disso, o aumento no preço dos combustíveis no mundo também pressiona no governo francês.

O presidente Emmanuel Macron pediu uma solução “rápida”, enquanto aproximadamente um terço dos postos de gasolina enfrentam problemas de abastecimento.

Inflação na Europa:

Por conta das sansões impostas contra a Rússia, a inflação na Europa já impacta diretamente no bolso dos consumidores.

Os índices de reajuste da energia são estratosféricos. Para se ter uma ideia, nos últimos doze meses, o reajuste na Turquia foi de 142,6%, 57% no Reino Unido, 50,7% na Grécia, 41% na Espanha e 36,2% na Alemanha.

A crise do gás natural, também ameaça causar um desabastecimento de alimentos na Europa – uma vez que está comprometendo o funcionamento de algumas fábricas e distribuidoras.

Entidades como a Associação Alemã de Refrigeração de Supermercados e o Instituto de Alimentos Congelados da Alemanha, vêm relatando o risco da falta de gás interromper o funcionamento das seções de refrigerados dos supermercados.

Aos poucos, o consumidor final já está percebendo o aumento no preço dos alimentos e buscando alternativas para economizar.

Diversos protestos nos últimos meses estão sendo registrados em diversos países da União Europeia.

Apagões

Em toda a Europa, também aumenta o risco de apagões diante da escassez de energia elétrica – não bastasse a crise do gás, usinas nucleares na França precisaram suspender as atividades para passar por manutenção. As operadoras de telecomunicações já alertaram que, caso o consumo de gás aumente em função de um inverno severo, sua infraestrutura passará por um grande teste.

Os países europeus em geral não contam com sistemas robustos de back-up de energia, já que até agora a escassez de eletricidade era pouco comum. A França, Suécia e Alemanha, além de outros países, estão procurando montar planos para que eventuais cortes de energia não afetem as telecomunicações.