Caminhoneiro sob efeito de rebite é detido após realizar ultrapassagem proibida

Caminhoneiro sob efeito de rebite é detido após realizar ultrapassagem proibida

Um caminhoneiro foi detido após ser flagrado por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), realizando uma ultrapassagem em local proibido e sob efeito de anfetaminas (rebite).

O flagrante ocorreu no início da noite desta quinta-feira(02), na BR-226, próximo de Palmeiras do Tocantins, no norte do estado, durante um patrulhamento extensivo da PRF pela rodovia.

Durante a ronda, na altura do km 34, os agentes visualizaram uma carreta Volvo FH, baú, realizando a manobra irregular.

Ao darem ordem de parada ao caminhão, os policiais constataram que o condutor estava bastante alterado, conversando muito rápido, nervoso e eufórico, com nítidos sinais de alteração na sua capacidade psicomotora.

Os agentes então realizaram uma busca na cabine do veículo, onde foram encontradas duas cartelas de anfetamina, com cerca de 24 comprimidos, popularmente conhecidos como rebite.

Questionado sobre a origem da droga, o caminhoneiro afirmou que havia comprado os comprimidos de rebite em Aparecida de Goiânia/GO e que consumiu logo após o almoço, em Colinas do Tocantins/TO, pelo fato de estar bastante cansado e precisar seguir viagem sem parar.

Diante dos fatos, o homem foi detido e conduzido para a Delegacia da Polícia Civil de Tocantinópolis/TO, para continuidade dos procedimentos legais.

Art. 165. Dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência: (Redação dada pela Lei nº 11.705, de 2008)
Infração – gravíssima; (Redação dada pela Lei nº 11.705, de 2008)
Penalidade – multa (dez vezes) e suspensão do direito de dirigir por 12 (doze) meses. (Redação dada pela Lei nº 12.760, de 2012)

Caminhoneiro sob efeito de rebite é detido após realizar ultrapassagem proibida

Fonte: PRF


Recentemente, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), iniciou a utilização de um equipamento conhecido como “drogômetro”, em Ji-Paraná, município em Rondônia.

O aparelho, produzido com tecnologia alemã, tem como finalidade detectar a presença de substância psicoativas, como maconha, cocaína e anfetamina, em motoristas.

Ao todo, o teste consegue detectar até 15 tipos de drogas diferentes no organismo do indivíduo: