Conjunto Romeu e Julieta misto chama a atenção na internet

Recentemente, um vídeo de um conjunto Volkswagen Constellation, Romeu e Julieta, chamou a atenção nas redes sociais.

Diferente dos conjuntos convencionais, o modelo possuí uma carroceria tipo caçamba e outra tipo prancha. As imagens, foram registradas durante uma obra em Seringueiras, em Rondônia.

Essa configuração, é perfeita para a construção civil. Com o reboque prancha, é possível realizar o transporte das máquinas até o local de trabalho e em seguida, desacoplar e utilizar apenas a parte da caçamba.

Geralmente, quando não há essa opção, é necessário carregar a máquina em cima da caçamba. Essa operação, além de ser arriscada, causa um desgaste extra na máquina e no caminhão, quando não é bem executada.

Alguns proprietários, optam por ter um caminhão ou carreta, tipo prancha, exclusivo para transportar as máquinas.

A configuração Romeu e Julieta mista, se mostra uma alternativa inteligente à essas duas opções acima.

História do conjunto:

Romeu e Julieta é uma das configurações mais antigas no seguimento de transporte de carga.

Esse tipo de implemento, ganhou força na década de 70, quando o Peso Bruto Total (PBT) aumentou de 40 para 45 toneladas.

Na década de 90, foi lançado uma Julieta com 8 eixos, mas que não teve muita demanda.

Conheça a história do Romeu e Julieta no Brasil - B&B Seguros |  Especialistas em Seguros de Carga, Veículos e Vida

 

No entanto, devido a dificuldade em realizar manobras, nem todos os motoristas optaram por esse tipo de configuração e a mesma caiu em desuso.

Atualmente, essa configuração é utilizada principalmente no transporte de gado e madeireiro, devido sua facilidade em transpor subidas íngremes sem asfalto.

Com a atual lei de balança, o Romeu e Julieta 7 eixos, mais comum nas rodovias, possui o mesmo Peso Bruto Total do bitrem 7 eixos.

Artigo: Por que Romeu e Julieta é melhor de rampa? - Blog do Caminhoneiro