Falta R$180 bilhões para Lula cumprir promessas de campanha

Falta R$180 bilhões para Lula cumprir promessas de campanha

Para cumprir todas as promessas de campanha para 2023, o candidato eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), precisa de R$ 180 bilhões a mais, do que está disponível nos cofres públicos.

Atualmente, não há espaço no teto de gastos para acomodar as propostas dos petistas sem cortar outras despesas. A regra criada no governo Michel Temer (MDB) limitou o crescimento das despesas à inflação.

Até agora, o governo Petista não apresentou nenhuma proposta de como conseguir esse dinheiro.

Eis os custos extras e que não estão no Orçamento de 2023:

  • Auxílio Brasil de R$ 600 – são necessários R$ 52 bilhões para pagar o adicional de R$ 200 ao benefício;
  • Extra de R$ 150 para famílias com crianças – o governo eleito precisará de cerca de R$ 16 bilhões;
  • Aumento real do salário mínimo de 2% – cada 1% de reajuste no salário mínimo representa R$ 6 bilhões de impacto no ano, nas contas do economista Manoel Pires. Total: R$ 12 bilhões;
  • Imposto de Renda – Lula quer isenção do imposto para quem recebe até R$ 5.000 mensais. O governo deixaria de arrecadar R$ 22 bilhões com a proposta;
  • Reajustes de salários dos funcionários – o petista não informou publicamente o percentual do aumento, mas deve ser acima da inflação.