Pela primeira vez em 9 anos, Brasil fecha as contas no azul em 2022

Pela primeira vez em 9 anos, Brasil fecha as contas no azul em 2022

Com de aumento da arrecadação e do corte de despesas, o Brasil conseguiu encerrar as contas no azul em 2022. Esse é o primeiro resultado positivo desde desde 2013.

Conforme as estimativas mais recentes do Tesouro Nacional, o saldo positivo primário de 2022 vai corresponder a 0,4% do PIB (Produto Interno Bruto), fruto de uma receita líquida de 18,8% do total de riquezas nacionais e de uma despesa estimada em 18,8%.

Segundo Pedro Afonso Gomes, economista e presidente do Corecon-SP, o resultado é fruto do aumento da arrecadação em meio ao processo de retomada econômica e o corte de inúmeras despesas orçamentárias.

No acumulado dos 12 meses finalizados em novembro, o superávit primário do setor público consolidado atingiu R$ 137,9 bilhões, o equivalente a 1,4% do PIB, de acordo com dados do BC (Banco Central).

2023

Para o ano que vem, as projeções do Tesouro Nacional já sinalizam para o resultado negativo equivalente a 1,1% do PIB nas contas do governo central, com um retorno das contas pública ao campo positivo apenas em 2026.