Polícia acredita que assaltantes de Criciúma fugiram em caminhão baú

Polícia acredita que assaltantes de Criciúma fugiram em caminhão baú

O município de Criciúma, no Sul de Santa Catarina, foi palco de um assalto cinematográfico na noite dessa segunda-feira(30).

Cerca de 30 indivíduos, portando armamento de alto calibre e com diversos automóveis de luxo, se espalharam pelo centro do município com o objetivo de assaltar a agência do Banco do Brasil.

Assim como no assalto que ocorreu em Ourinhos (SP), os criminosos bloquearam o acesso à cidade, implantaram explosivos nas proximidades do Batalhão de Polícia Militar e utilizaram reféns como escudos.

Dessa vez, diversos homens armados foram vistos em cima de prédios.

Agiram com calma

“Eles até conversaram com a gente, perguntaram como é a cidade, se tinha mulher bonita e barzinhos. Falaram que voltariam para a cidade para comemorar. Também disseram que se a gente ficasse calmo e não reagisse, nada de ruim iria acontecer. E foi o que aconteceu. Depois que eles pegaram o carro e foram, esperamos dez minutos e fomos embora”, contou um dos reféns em entrevista.

Após acessarem o cofre central do banco, os criminosos fugiram com o dinheiro carregado em vans e nos demais automóveis.

Em um vídeo, gravado por um dos assaltantes e divulgado nas redes sociais, mostra o momento em que uma das vans é carregada com os malotes de dinheiro.

Sem qualquer preocupação, os criminosos escutavam música gaúcha no rádio.

Para intimidar qualquer tipo de reação da polícia, os criminosos dispararam para o alto por cerca de uma hora e em diversos pontos da cidade.

Os criminosos jogaram mais de um milhão de reais nas ruas da cidade na tentativa de causar tumulto e atrasar a ação dos policiais.

Polícia não teve chance de reação:

Evitamos confronto para salvar vidas': o que dizem PM e autoridades sobre  mega-assalto que sitiou Criciúma - Época

Em frente à Polícia Militar, um caminhão baú foi incendiado. Outro caminhão baú foi abandonado em chamas na entrada do túnel do Morro do Formigão, no km 337 da BR 101, impedindo assim que policiais de Tubarão tivessem acesso ao município.

Esse caminhão, modelo Mercedes-Benz, possuía placas e sinais identificadores adulterados. De acordo com a PRF, o veículo havia sido roubado ainda em 2018 em Araraquara/SP e para burlar a fiscalização, foi clonado.

Fuga:

Os criminosos seguiram até uma propriedade rural, onde abandonaram os veículos de luxo em um milharal e em seguida desapareceram.

Por se tratar de um número alto de indivíduos, a Polícia Civil acredita que o grupo fugiu em 3 automóveis e um caminhão baú, em direção ao Rio Grande do Sul.

Na ação, um policial militar foi baleado e segue em observação em uma Unidade de Terapia Intensiva. Não houve confirmação de mais nenhum ferido.

A ação durou 1 hora e 45 minutos.

Quatro moradores da cidade foram presos após ser flagrados com R$850 mil que haviam sido recolhidos da rua.

Até o momento, ninguém foi preso e não há nenhuma suspeita de quem realizou o assalto.

A Polícia Rodoviária Federal, em conjunto com as demais forças de segurança, intensificou as fiscalizações nas estradas de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.