Pontes que desabaram na BR-319 foram construídas entre 2003 e 2006

Pontes que desabaram na BR-319 foram construídas entre 2003 e 2006

Em menos de 10 dias, duas pontes localizadas na BR-319, no município de Careiro da Várzea, interior do Amazonas, desabaram.

A primeira, localizada no km 23 da rodovia, desabou no dia 28 de Setembro. O acidente deixou quatro mortos e 14 feridos. Mergulhadores ainda buscam por um desaparecido.

A ponte sobre o Rio Curuçá desabou no dia 28 de setembro — Foto: William Duarte / Rede Amazônica

Segundo o DNIT, a ponte chegou a ser interditada dias antes, sendo permitido apenas o fluxo de veículos menores. No entanto, no momento do desabamento, um protesto de caminhoneiros era realizado em cima da ponta.

Buracos na ponte sobre o Rio Curuçá, no Amazonas, antes do desabamento da estrutura — Foto: Divulgação
Buracos na ponte sobre o Rio Curuçá, no início da semana — Foto: Reprodução

No último sábado (08), a ponte Autaz Mirim, localizada no km 25, desabou. A ponte estava interditada e ninguém se feriu.

Ponte Autaz Mirim da BR-319 desaba no Amazonas — Foto: Associação de Amigos e Defensores da BR-319/ Divulgação
Infográfico mostra área onde fica ponte Autaz Mirim, que desabou no dia 8 de outubro de 2022 no Amazonas -  — Foto: Arte g1

A BR-319 é a única ligação do Amazonas ao restante do país por via terrestre.

Pontes construídas durante o governo petista:

A primeira ponte a desabar, no dia 28, foi construída em meados de 2003.

Já a segunda ponte, foi construída em 2006. No mesmo local, outra ponte havia desabado.

Pedaços de concretos do que sobrou da primeira estrutura continuam no local e comprometem a navegação. Fotos tiradas dias antes do desabamento, mostram as estruturas de concreto:

Ponte Autaz Mirim da BR-319 antes de desabar no Amazonas  — Foto: Wiliam Duarte/Rede Amazônica
Ponte Autaz Mirim da BR-319 antes de desabar no Amazonas  — Foto: Alexandro Pereira/Rede Amazônica