PRF prende falso médico que decidiu amputar perna de caminhoneiro em acidente na Dutra

PRF prende falso médico que decidiu amputar perna de caminhoneiro durante acidente na Dutra

Um falso médico, identificado como Gerson Lavisio, de 32 anos, foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), durante o resgate de caminhoneiros em um engavetamento na rodovia Presidente Dutra, em Lavrinhas, no interior de São Paulo.

Segundo informações, o acidente ocorreu no Domingo (13) e envolveu pelo menos três caminhões.

Equipes de socorristas da CCR RioSP foram acionadas para realizar o atendimento à ocorrência.

Durante o resgate de uma das vítimas, que ficou preso às ferragens, o então médico Gerson Lavisio, afirmou que a perna do caminhoneiro precisaria ser amputada no local.

A orientação chamou a atenção de Policiais Rodoviários Federais, que decidiram realizar uma verificação nos documentos de Gerson.

Durante a checagem, foi constatado que o CRM pertencia a um médico que já havia falecido e o diploma que Gerson usava era falso. O homem foi preso em flagrante e encaminhado à Delegacia.

Já o caminhoneiro vítima do acidente, foi levado para uma unidade médica e devido à gravidade do acidente, foi necessário a amputação de uma das pernas.

Nas investigações, os policiais descobriram que o falso médico atuou em diversas instituições nos últimos meses, realizando, inclusive, atendimento à crianças e bebês.

Gerson Lavísio atuava como médico no resgate na via Dutra e passou a ser investigado depois de ser flagrado pela Polícia Rodoviária Federal com um CRM falso — Foto: André Bias/TV Vanguarda

Os prontuários que ele fazia seguiam com erros de português e com medicações iguais para pacientes com queixas diferentes.

Pastor, missionário, coach

Além de médico, o criminoso também seguia a carreira de pastor, realizando cultos e eventos religiosos online. Alguns de seus seguidores, realizavam doações em dinheiro para Gerson.

Nas redes sociais, Gerson ostentava vídeos no púlpito de igrejas e vídeos nos quais entrega profecias a fiéis. Em um deles, diz a um jovem que ele teria uma promessa de ser jogador de futebol.

Em posts, homem fazia divulgação de culto em igreja com endereço falso — Foto: Reprodução