PRF realizou 584 ações contra ônibus fretados para levar eleitores às urnas

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), já realizou 584 abordagens a ônibus fretados que levavam eleitores às urnas.

A prática, comum no Nordeste, é considerada crime eleitoral, previsto na Lei 6.091/74.

Partidos políticos, aproveitam a falta de meios de locomoção, para subornar eleitores oferecendo transporte ou refeições para influenciar o voto.

Segundo detalhamento obtido pela TV Globo, as primeiras 549 operações registradas se distribuíam da seguinte forma pelo país:

272 operações no Nordeste (49,5% do total);
59 no Norte (10,7%);
48 no Sudeste (8,74%), e
48 no Sul (8,74%).

O Partido Dos Trabalhadores, entrou com recurso junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para tendar barrar a ação da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O ministro Alexandre de Moraes, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), determinou que o diretor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Silvinei Vasques, interrompa “imediatamente” as ações e blitzes nas rodovias contra o transporte público de eleitores neste domingo (30), dia do segundo turno das eleições.

Micro-ônibus irregular é retido pela PRF em Caicó/RN transportando 14 eleitores para o município de Frutuoso Gomes/RN