Scania T112 HW utilizada no cortejo de Ayrton Senna está sendo restaurado

Scania T112 HW utilizada no cortejo de Ayrton Senna está sendo restaurado

Um Scania T112 HW do Corpo de Bombeiros de São Paulo, ficou para sempre na memória de milhares de brasileiros, que acompanharam o cortejo fúnebre de Ayrton Senna em 1994.

A morte de Ayrton Senna ocorreu em 1º de maio de 1994, como resultado de uma colisão entre o carro do piloto brasileiro Ayrton Senna e uma barreira de concreto, enquanto participava do Grande Prêmio de San Marino, no Autódromo Enzo e Dino Ferrari, em Ímola, na Itália.

Após 19 anos, pilotos que estavam em Imola relembram morte de Senna |  globoesporte.com
Curva onde Ayrton Senna morreu em Ímola sofreu mudança radical nos últimos  anos

O avião com o corpo de Senna, da antiga companhia aérea VARIG, pousou no Internacional de Cumbica, Guarulhos (SP), às 05h30 da manhã do dia 04 de maio, quarta-feira, e já era esperado por mais de 2 mil pessoas.

Pode ser uma imagem de 8 pessoas

Policiais Militares, realizaram a transferência do caixão da aeronave para o caminhão, que partiu do aeroporto em cortejo pelas ruas de São Paulo até a Assembleia Legislativa.

AYRTON SENNA
Ayrton Senna's funeral. It was one of those days that everyone stopped what  they were doing and cried. We just cried and cried. | Ayrton senna, Senna,  Ayrton

Cerca de 250 mil pessoas passaram pela Câmara Municipal para dar o último adeus a Senna.

Ayrton Senna | Webmanario

No dia seguinte, quinta-feira (05/05/1994), o caixão foi colocado novamente no caminhão do Corpo de Bombeiros e seguiu em cortejo pelas ruas da capital paulista, sendo acompanhado por mais de 1 milhão de pessoas até o Cemitério Parque Morumby, São Paulo.

Enterro de Senna evidenciou status de herói nacional – Grid

A viatura que realizou o transporte do corpo do piloto, um Scania T112 HW 4×2 S, ano 1991, ficou em operação até agosto de 2021, quando foi finalmente aposentada pelo Corpo de Bombeiros.

O Scania agora passa por um processo de restauração e após o término, ficará exposto no Acervo Histórico Do Corpo De Bombeiros de São Paulo.