Sem experiência nenhuma, conheça Renan Filho, o novo ministro dos Transportes

Sem experiência nenhuma, conheça Renan Filho, o novo ministro dos Transportes

O candidato eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), anunciou nessa quinta-feira (29), o senador eleito Renan Filho (MDB-AL) como novo Ministro dos Transportes.

Em 2017, Renan foi um dos investigados na Delação da Odebrecht, sendo suspeito de receber ao menos R$ 800 mil da Odebrecht, que buscava a “aprovação de legislação favorável aos interesses da empresa”, segundo o MP.

Renan Filho, tem 42 anos, é ex-governador de Alagoas e filho do senador Renan Calheiros (MDB-AL). Ele se formou em economia e iniciou a carreira política em 2003, quando foi eleito presidente do Centro Acadêmico de Economia na UnB.

Desde então, Renan ocupou diversos cargos políticos. Em 2004, foi eleito prefeito de Murici, aos 25 anos de idade, e reeleito em 2008.

Em 2010, Renan Filho se tornou o deputado federal de Alagoas.

Renan Filho foi eleito governador pela primeira vez em 2014, com 52,16% dos votos válidos. Em 2018, foi reeleito com mais de 1 milhão de votos (77,3% dos votos válidos daquela eleição). Neste ano, renunciou ao governo e concorreu ao Senado.

O político não possuí nenhuma experiência direta com o setor do transporte e a indicação teve cunho político para atender as demandas do MDB.

No comando no Ministério do Transporte, ele ficará responsável pelas políticas nacionais de trânsito e de transportes ferroviário e rodoviário.