Terra de ninguém: Criminosos continuam abrindo travas de carretas no Paranaguá

Terra de ninguém: Criminosos continuam abrindo travas de carretas no Paranaguá

Mais uma carreta foi alvo de criminosos na chegada do porto de Paranaguá, no Paraná.

Criminosos aproveitam o momento em que as carretas reduzem a velocidade para abrir as bicas, tombadores e até as travas de carretas-caçamba, causando o derramamento da carga.

Geralmente, o caminhoneiro demora alguns instantes para perceber.

A carga fica espalhada pela rodovia e em seguida, os criminosos recolhem com baldes e bolsas.

No vídeo, registrado por outro motorista, ele afirma que a carreta estava carregada com uma carga de cloreto de potássio, utilizado como fertilizante.

A tonelada do produto é comercializada em média por R$5.230,00.

Em muitos casos, quando não vale apena acionar o seguro, o próprio motorista é responsabilizado pela perda da carga e precisa arcar com o prejuízo.