URGENTE: Auditoria aponta que Bolsonaro teve 51% dos votos válidos

URGENTE: Auditoria aponta que Bolsonaro teve 51% dos votos válidos

O presidente da República, Jair Bolsonaro durante visita ao caminhão movido a gás natural

O presidente do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto, apresentou na tarde dessa terça-feira (22), o resultado da auditoria das urnas eletrônicas contratada pelo partido.

O relatório, realizado por especialistas em segurança, apontou que urnas fabricadas antes de 2020, apresentam números inválidos de boletim de urna, de Registro Digital do Voto (RDV) e do log das urnas.

Desse modo, é impossível associar os registros de atividade ao equipamento físico da urna, tornando inviável uma auditoria.

Nos modelos mais novos, posteriores a 2020, o código de identificação da urna aparece de forma correta, de modo que é possível vincular as atividades registradas a cada uma das urnas.

Considerando apenas as urnas fabricadas antes de 2020, o candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teria vencido com 52% dos votos, contra 47% para o presidente Jair Bolsonaro (PL). 

No entanto, se considerar apenas as urnas novas, fabricadas a partir de 2020, Bolsonaro teria pouco mais de 51% dos votos e Lula 48,95%.

Outra ocorrência observada, segundo o engenheiro, foram urnas que “travaram”, e precisaram ser desligadas no meio do período de votação e depois ligadas novamente para voltar a funcionar. Esse ato gera uma violação do sigilo do voto do eleitor que estava votando no momento que a urna travou, expondo dados pessoais como o nome completo ou o título de eleitor.

Alexandre de Moraes

Cerca de 13 minutos após receber o relatório, o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, publicou um despacho pedindo para que um relatório do primeiro turno das eleições também fosse incluído no processo.

Alexandre de Moraes deu o prazo de 24 horas para que o PL apresente o novo relatório.