Caminhoneiros estão sem diesel na Argentina

O Governo Argentino aplicou uma série de medidas para conter a disparada dos preços dos combustíveis no país. No entanto, isso fez com que diversos postos ficassem sem diesel e gasolina.

Segundo economistas, apesar da Argentina comprar combustíveis do Brasil, o país possuí um sistema de amortecimento de preço por conta da desvalorização da sua moeda.

Desse modo, parte do custo de importação, é o próprio governo argentino que paga. Vale ressaltar, que essa diferença é custeada com impostos, fazendo com que o consumidor continue sofrendo com a alta do combustíveis, mas em outros produtos.

Para o povo argentino, a gasolina e o diesel são caros, mas para os brasileiros, chega a custar metade do preço do Brasil. Isso acontece por conta da desvalorização do peso argentino em relação ao real.

Filas de camiones para cargar combustibles.

Controlar os preço de qualquer produto, enquanto a demanda continua alta, faz com que o mesmo precise ser racionado. Caso contrário, o produto tende a acabar rapidamente.

Com a falta de combustíveis no país, diversos postos de combustíveis argentinos estão aplicando um limite máximo de abastecimento para cada veículo.

O caminhoneiro brasileiro Vitor Juliano Hollmann contou que além da falta de diesel, alguns postos estão inclusive, sem água.

Nas redes sociais, o caminhoneiro Rodrigo Kohn relatou que ele e outros motoristas, estão há mais de um dia esperando a chegada de diesel.

Pode ser uma imagem de ao ar livre